Empreendedorismo / Gestão

Como construir um Business Plan para abrir uma loja virtual

Se o seu objetivo é ter um e-commerce que se destaque e que alcance sucesso nas vendas, é fundamental que […]

Como construir um Business Plan para abrir uma loja virtual

Se o seu objetivo é ter um e-commerce que se destaque e que alcance sucesso nas vendas, é fundamental que seja elaborado um plano de negócios.

 O plano de negócios, que em inglês é chamado de “Business Plan” é um estudo completo da loja virtual, que contém, entre outras coisas, análise do público-alvo e da persona, estratégias para captação de clientes, administração do negócio, informações sobre a concorrência, estratégias de marketing, informações sobre a operação logística da loja online, entre outros. Enfim, trata-se de um instrumento de gestão que pode ser o diferencial para que o seu e-commerce realmente seja bem sucedido.  

Mas, afinal, qual a importância do plano de negócio?

         É comum que os empreendedores não acreditem no quanto o plano de negócios é uma ferramenta poderosa, porém, é preciso dizer que esse planejamento é um dos fatores que mais ajudam as lojas virtuais a atingirem suas metas e também a sobreviverem a possíveis crises e adversidades que podem vir a ocorrer com qualquer empresa.

         O plano de negócios, portanto, é fundamental para o seu e-commerce, já que:

– Colabora no desenvolvimento de uma visão ampla do negócio;

– É uma referência para atrair potenciais investidores;

– Ajuda na tomada de decisões mais assertivas;

– Diminui os riscos na etapa da construção do e-commerce;

– Auxilia no planejamento da loja online, com estimativa de gastos, receitas, etc;

– Aumenta de forma significativa a confiança na estrutura do e-commerce;

– Pode ser usado como base para solicitação de crédito, caso seja necessário;

– É capaz de fazer você economizar duas coisas importantes: tempo e dinheiro;

– Serve como uma orientação para que a sua empresa expanda com segurança e confiança;

– Facilita a comunicação entre sócios, colaboradores, parceiros, fornecedores, investidores, etc.

4 etapas essenciais do plano de negócio para e-commerce

Plano de negócios para e-commerce

         É verdade que o plano de negócios precisa ser completo, detalhado, bem estruturado, coerente com a realidade da loja virtual e com os objetivos do negócio, porém, é válido dizer que não se trata de algo complicação de ser feito.

Abaixo, nós vamos te apresentar quatro etapas do plano de negócio. Lembre-se que para o mesmo ser eficiente é imprescindível que se insira informações detalhadas, completas e específicas sobre o seu e-commerce, achismos e suposições não são bem vindos nesse momento crucial de construção do seu negócio virtual, não é mesmo?

1.  Análise da persona e do público alvo

Sem clientes não há vendas, certo? Então é essencial que se analise quem é o público alvo da sua loja virtual, são pessoas físicas ou jurídicas? Também é fundamental que se crie perfis fictícios e ricos em informações que representem quem seria os clientes ideais do seu negócio. Não se esqueça de incluir informações realmente específicas do cliente ideal, como gênero, poder aquisitivo, faixa etária, comportamento na internet, gostos, escolaridade, estilo de vida, estado civil, classe social, entre outros.  

Essa etapa do plano de negócios é muito importante, já que vai servir de base para definir todos os processos da empresa. Não se baseie em achismos quando o assunto é público alvo e suas especificidades, pois isso fará com que haja incertezas e dúvidas na hora da tomada de decisões e também vai dificultar o relacionamento entre o e-commerce e seus clientes. 

2.       Análise da concorrência

Abrir uma loja virtual sem analisar os concorrentes é realmente um risco muito grande. Nessa etapa do plano de negócio, se atente a analisar os concorrentes da sua loja online de forma complexa. Algumas perguntas que precisam ser respondidas nesta etapa de análise da concorrência são as seguintes:

– Qual o status do produto do concorrente? Analise com olhar atento, preço, qualidade e atendimento, as condições de pagamento oferecidas, a política de entrega e frete, entre outros;

– Como os seus concorrentes divulgam o produto? Nesta questão, procure analisar os canais que eles divulgam o produto e também a forma como fazem essa divulgação;

– Como é a rede social dos concorrentes do meu e-commerce? Qual linguagem eles utilizam nas publicações e como é o engajamento com o público?

3.  Análise dos fornecedores

Outra etapa bastante relevante e que deve estar no seu plano de negócio é a análise de fornecedores, já que desta forma será mais fácil e real o cálculo de gastos com os mesmos. Para que fique mais claro: sem essa análise, é provável que o seu e-commerce gaste mais dinheiro do que deveria com materiais, produtos e serviços, o que pode vir a resultar em margem de lucro menor e gastos totalmente dispensáveis e que poderiam ser direcionados para outras áreas do seu negócio.  

Nessa etapa de análise de fornecedores, procure saber se o preço e a qualidade dos fornecedores estão dentro do padrão que você quer que o seu e-commerce atinja, se os fornecedores têm quantidade e valor mínimo para compras, qual é o prazo de entrega, quais são as condições de pagamento, a localização dos fornecedores, entre outras informações.

4.  Análise de mercado

A análise de mercado também é uma das etapas mais importantes do plano de negócio para e-commerce. É necessário saber, por exemplo, se o mercado da sua loja virtual está estagnado e se alguma inovação está prestes a acontecer nesse mercado específico. Além disso, nessa análise mercadológica é necessário entender melhor sobre as dores do mercado e quais soluções as pessoas têm buscado nesse mercado específico, mas não estão encontrando. Estudar a dor de mercado, portanto, é uma maneira de tornar ainda mais real a possibilidade de os produtos do seu e-commerce serem inovadores e totalmente diferenciados.

   Algumas questões que devem ser respondidas nessa análise de mercado: Quais são as dores que a minha persona encontra no mercado? Existem dores não resolvidas ainda nesse mercado específico? Como posso me beneficiar com isso e fazer com que o meu produto seja a solução para as dores desse mercado? Como a concorrência lida com as dores do mercado em sua comunicação, promoção e ações de marketing?

Tags:, ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Chegou sua hora de crescer sem limites

Avalie por 10 dias grátis.

Crie sua loja