Uncategorized

Como montar sua loja virtual SEM estoque?

Ao contrário do que a maior parte das pessoas pensam, para ter um e-commerce você não precisa necessariamente de um […]

Como montar sua loja virtual SEM estoque?

Ao contrário do que a maior parte das pessoas pensam, para ter um e-commerce você não precisa necessariamente de um estoque de produtos à pronta entrega. Pelo contrário, ter uma loja virtual sem estoque é uma técnica de venda que pode funcionar muito bem.

Entretanto, apesar de ser muito vantajoso, requer alguns cuidados com relação ao planejamento e parcerias, exigindo uma logística bem estruturada.

Para entender exatamente como isso funciona e entender se vale a pena ou não pra você, leia este conteúdo até o final e descubra como é possível montar uma loja virtual sem estoque. Boa leitura!

É certo montar um e-commerce sem estoque?

Uma grande dúvida que persegue quem está com vontade de montar seu e-commerce está relacionada a quantidade de produtos necessária em estoque para dar início às vendas pela internet.


Muita gente acredita que é preciso possuir um grande estoque com variedade de ítens para conseguir colocar o negócio em funcionamento, mas de acordo com especialistas, isso não é verdade.

Diferente de uma loja física, em que é necessário ofertar uma variedade de produtos para atender os clientes, no e-commerce a lógica é diferente. Em uma loja virtual faz mais sentido investir em mais itens de um mesmo produto, ou até mesmo em um único produto. 

E é possível iniciar com pouco ou nenhum estoque. 

Em resumo, existem três modelos de loja virtual sem estoque: dropshipping, cross docking, vendas just in time e a negociação a prazo com o fornecedor.

Defina o nicho de vendas do seu e-commerce

Se você deseja começar um e-commerce sem estoque, cada passo do seu planejamento deve ser pensado com o objetivo de facilitar a sua vida.

Opte por um nicho com logística mais simples: A logística é um dos principais dificultadores para o e-commerce no Brasil. Se para as lojas virtuais com estoque já costuma ser um grande desafio ter uma logística que funcione bem, para os que começam sem estoque esse pode ser um obstáculo ainda maior.

Ao escolher o nicho você precisa ter em mente que nem todos os produtos funcionam para uma loja virtual sem estoque.

Por isso, nesses casos, é realmente melhor investir em um nicho com logística mais simples, em que a fabricação e reposição dos produtos seja mais rápida. Alguns ítens demandam prazos de fabricação e entrega maiores, o que pode atrasar os envios e atrapalhar a operação como um todo. 

Escolha bem seus fornecedores

Esse é um ponto crucial para montar uma boa loja virtual sem estoque: A escolha dos seus fornecedores. 

Encontrar os parceiros ideais é muito importante, mas para os que iniciam sem estoque torna-se ainda mais imprescindível. 

O passo inicial é fazer uma lista com os distribuidores e atacadistas que trabalham com o escopo de produtos que você deseja vender. É necessário fazer uma pesquisa completa e avaliar o processo de trabalho de cada um. Se possível, faça uma visita a cada uma das empresas pessoalmente. Com uma visita assim, é possível identificar aspectos como a qualidade dos produtos, regras de precificação, organização e gestão de prazos.

Tipos de e-commerce sem estoque

Como mencionamos no início desta leitura, existem três tipos de e-commerce sem estoque: dropshipping, vendas just in time e a negociação a prazo com o fornecedor.

  • Vendas just in time

Para quem decide iniciar seu e-commerce sem estoque, existem alternativas para “terceirizar” o estoque, como a chamada “just in time”,  lógica de vendas que permite trabalhar com o estoque do fornecedor.

Dentro dessa formato, os produtos devem ser comprados somente quando for necessário.

Quando uma venda for efetivada, você procura o seu fornecedor, faz a compra e envia o produto para o seu cliente final. Dessa maneira, é possível economizar um capital de giro que poderá ser investido em outros setores do negócio.

Porém, esse modelo pode gerar custo adicional em relação ao deslocamento. 

O lojista precisará ir muitas vezes até o fornecedor,  embora preserve o capital de giro e não precise comprar todo o estoque de uma vez. 

É necessário se organizar e calcular bem o quanto irá economizar e o quanto irá gastar, para não sair no prejuízo. 

negócio online sem estoque

Dropshipping

De forma objetiva, podemos dizer que o dropshipping é basicamente um modelo de vendas em que o empreendedor não possui nenhuma estrutura logística, restando ao fornecedor a responsabilidade pela preparação e envio de produtos.

Vamos exemplificar:

  1. Você consegue um fornecedor que ofereça o produto e a logística que você necessita;
  2. Anuncia os produtos dele em seu e-commerce;
  3. Recebe pedidos de venda de seus clientes;
  4. Solicita ao fornecedor que envie os produtos diretamente aos clientes.

O processo parece simples na teoria, mas pode acabar causando problemas por uma série de fatores:

  • Fornecedores não seguros;
  • Falta de comunicação entre você e seu fornecedor;
  • Incerteza sobre quais produtos verdadeiramente estão em estoque;
  • Longos atrasos na hora da entrega.

Sendo assim, se decidir fazer suas vendas pelo dropshipping em sua loja virtual sem estoque, redobre a atenção para encontrar com os fornecedores certos e seguros.

A parte jurídica também deve ser bastante levada em consideração para não correr riscos mais graves. Em diversos casos, é impossível fazer dropshipping internacional de forma legalizada, emitindo notas fiscais e dando todas as garantias ao seu cliente. 

O melhor caminho é trabalhar com esse modelo dentro do país e executar a estratégia sem depender de importações.

Negociação a prazo

A negociação a prazo pode ser uma estratégia muito interessante para um e-commerce sem estoque. Nesse modelo, você adquire certa quantidade de produtos e só paga o fornecedor depois de um certo tempo.

Assim, pode-se trabalhar com o produto do fornecedor, e ganhar tempo para vender os itens que foram comprados e pagar pelos produtos só dali a 30 ou 40 dias. Tudo depende do que for acordado entre o lojista e o fornecedor. 

abrir loja virtual sem estoque

Cross Docking 

Este é o nome dado a um modelo de distribuição que funciona da seguinte maneira: quando alguém compra certo produto no seu site, ele é enviado a um centro de distribuição ou armazém que, por meio de um sistema organizado de redistribuição, faz o envio para o cliente.

Essa é uma modalidade de e-commerce sem estoque que permite mais agilidade no envio do produto ao cliente. No entanto, é necessário sincronizar com muita atenção todas ações para assegurar que o produto chegará ileso e no prazo ao consumidor. 

Assim, o centro de distribuição se transforma em uma etapa crucial do sucesso da sua empresa.

Cross Docking significa “Cruzando as docas”. O termo surgiu para explicar um sistema em que as mercadorias descarregadas pelos navios nos galpões eram transportadas por meio de esteiras automatizadas para caminhões já organizados por região.

Abrir e-commerce sem estoque

Mas afinal, vale ou não vale a pena abrir um e-commerce sem estoque?

Fazer suas vendas através de um e-commerce pode sim ser uma excelente solução, mas a curto e médio prazo. 

Para o empreendedor que tem recursos limitados, montar uma loja virtual sem estoque pode ajudar bastante a dar um impulso inicial. Entretanto, deve ser aplicado somente por um período de tempo determinado, para levantar recursos. 

Depois de algum tempo, quando o dinheiro já estiver entrando recorrentemente, o ideal é começar a utilizar parte dos lucros para montar um estoque próprio.

Isso fará com que você agilize as entregas e reduza custos com deslocamentos constantes até os fornecedores, por exemplo.

Se você está interessado em começar seu e-commerce, pode contar conosco!

Acesse nosso site e descubra como montar uma loja completa e robusta para seu negócio online!

Tags:, ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Chegou sua hora de crescer sem limites

Avalie por 10 dias grátis.

Crie sua loja