Eduarda Guedes

15 de outubro de 2021

Compartilhar

6 super tendências no e-commerce para 2022

6 min de leitura

O e-commerce é uma tendência tão forte que, futuramente, ele pode substituir as compras em lojas físicas. Ele também pode servir apenas como um mostruário de produtos, e já existem empresas que funcionam dessa maneira. 

Neste artigo, vamos falar um pouco sobre o crescimento do e-commerce e quais são as tendências desse modelo de negócio em 2022

Crescimento o e-commerce no primeiro semestre de 2021

Segundo o resultado da 44º edição Webshoppers, que consiste no mais amplo relatório sobre o e-commerce Brasil feito pela Ebit/Nielsen, o país bateu um recorde de vendas no primeiro semestre de 2021, faturando R $53,4 bilhões. Um crescimento de 31% relacionado ao mesmo período do ano anterior. 

Além disso, o resultado semestral do E-commerce Brasil foi promovido sobretudo pelos aumentos de 22% no ticket médio, passando para R $534 reais e de 7% no número de pedidos, que atingiu a marca de 1000 milhões. 

É importante ressaltar, que as compras por celulares equivaleram a mais da metade do faturamento total do e-commerce e também do número de pedidos, afinal neste primeiro semestre, as vendas através do mobile chegaram a R$ 28,2 bilhões, com crescimento de 28,4% e os pedidos, 56,3%, alta de 8,7%.

Em relação aos setores que mais tiveram crescimento, temos um top 5:

  • Produtos para pets;
  • Casa e móveis;
  • Farmácia e saúde;
  • Moda e acessórios;
  • Comida e bebidas. 

6 tendências poderosas para e-commerce em 2022 

Sabemos que a compra pela internet está crescendo cada vez mais e para acompanhar esse crescimento, o e-commerce passará por algumas mudanças, inclusive, tecnológicas. Por isso, separamos algumas tendências no e-commerce para 2022 que você pode implementar no seu negócio virtual para que ele continue se destacando entre os demais.  

Compra por voz 

Atualmente é possível encontrar uma modalidade de compra conhecida como Voice Commerce, que possibilita fazer todo o processo de compra de produtos e serviços por voz. Dessa forma, as empresas poderão aumentar a sua base de clientes, garantindo uma melhor experiência do consumidor e aumentar a retenção. 

Conforme os usuários começam a utilizar o recurso de voz do aparelho para realizar compras ou pesquisar qualquer coisa, elas irão se adaptando a esses recursos. Por isso, é extremamente importante que você inclua seu e-commerce nessa nova realidade.

Vender pelas redes sociais

Embora as pessoas não acessem as redes sociais com a intenção de fazer compras, é possível, após fazer uma pesquisa no Google ou em outros buscadores, pesquisarmos algum produto no Facebook, Instagram ou Youtube. E a novidade é que: vendendo pelas redes sociais, você consegue diminuir a jornada de compra e possíveis abandonos de carrinhos.  

Assim, as compras realizadas por essas plataformas, podem ser vistas por uma empresa de consultoria em segurança de trabalho, como uma ferramenta para aumentar as vendas, por exemplo. Sem mencionar que as redes sociais auxiliam na melhora da experiência do cliente. 

No entanto, você deve se atentar a alguns fatores para alcançar esse nível, como a otimização do e-commerce para dispositivos móveis e checkout mobile friendly e também a integração de seu e-commerce com um gateway de pagamento. 

Inteligência Artificial

Sabemos que a interação entre humanos e tecnologia está em alta. Então, que tal relacionar esse recurso a sua plataformas de e-commerce em 2022? Para começar, você pode fabricar um carrinho de carga dobrável para usar chatbots com estratégias em suas vendas. Assim, é possível que seu cliente finalize a compra com o auxílio dessa tecnologia em apenas alguns cliques. 

Através de uma base CRM, o bot pode fazer sugestões de um produto e também tomar decisões mais personalizadas. Isso ajuda a otimizar a jornada de compra e influencia de forma positiva a decisão dos clientes.

Oferecer novos meios de pagamento 

Com a evolução dos hábitos de consumo, surgiram diferentes meios de pagamento. Atualmente, é possível contar com recursos como WhatsApp Pay, PIX, carteiras digitais, QR code e pagamentos através de reconhecimento facial. 

Como o e-commerce está incluído nessa evolução, você deve oferecer os meios de pagamento mais modernos, mas não esquecendo dos pagamentos tradicionais. Isso porque quando um cliente chega à etapa de pagamento e desiste por não ter encontrado uma opção viável, acaba passando uma imagem negativa da sua loja virtual.

Você pode resolver essa questão contratando uma subadquirente que faz integração com as adquirentes, permitindo o uso de várias bandeiras. Dessa forma, apesar do processo de conciliação de pagamento se tornar mais complexo, facilita o gerenciamento das finanças do seu negócio online.

Realidade aumentada

Já foi concluído que em média 35% de usuários afirmam que teriam realizado mais compras pela internet, se fosse possível experimentar o produto antes. Isso faz com que a realidade aumentada (RA) seja uma das maiores tendências no e-commerce. 

Para os e-commerce de nicho de moda ou decoração, essa será uma opção inovadora, pois possui a capacidade de melhorar a experiência de compra do cliente. No entanto, essa tecnologia pode ser implementada em outros setores. O objetivo é dar a o cliente a possibilidade de "experimentar'' o produto sem tocá-lo acelerando a jornada de compra.

Novas estratégias omnichannel

Embora fazer compras pela internet seja algo que vem crescendo consideravelmente, alguns problemas podem surgir e fazer com que o cliente perca confiança em determinados e-commerces, um deles é o atraso das entregas dos produtos que pode ocorrer por conta do aumento de demanda. 

Contudo, você pode aderir às novas estratégias omnichannel que conseguem tornar a jornada de compra mas consiste, em todos os canais de vendas que sua empresa utiliza. Isso significa levar ao consumidor mais flexibilidade e liberdade no momento de compra, além da possibilidade falar com a empresa, trocar uma mercadoria, entre outras questões.

É possível com as estratégias omnichannel, uma pessoa fazer um orçamento de abertura de empresa de contabilidade por email, agendar uma reunião como o vendedor pelo telefone e fechar negócio pessoalmente. Esse é apenas um exemplo do leque de possibilidades que você consegue para se relacionar com seus clientes e oferecer a eles toda a assistência necessária.     

Implementando essas tendências no e-commerce, você está, automaticamente, projetando um futuro sucesso para seu negócio virtual, visto que a modalidade de compra e venda apesar de ter sido acelerada pela pandemia, veio para ficar. Então, comece agora a aderir a essas novidades!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *