Eduarda Guedes

1 de outubro de 2021

Compartilhar

Veja tudo o que você precisa antes de migrar sua loja virtual de plataforma de e-commerce

5 min de leitura

Migração de plataforma de e-commerce é o ato de transferir sua loja virtual para um outro meio digital. Normalmente, para uma que atenda melhor às necessidades do lojista. 

Inicialmente é comum a procura por plataformas de vendas simples. No entanto, à medida que a marca cresce é fundamental investir em um servidor mais planejado com resultados mais vantajosos e que ofereça algumas funcionalidades extras.

Além de que, uma plataforma de e-commerce estável gera oportunidades de uma taxa de conversão maior para sua loja virtual, assim como menos instabilidades técnicas. Dito isso, vamos entender tudo que você precisa antes de migrar sua loja virtual de plataforma de e-commerce

Como fazer uma migração de plataforma de e-commerce?  

Antes de tudo, você deve desenvolver o planejamento com seus funcionários e a equipe da nova plataforma de e-commerce, a partir disso, você deve considerar as etapas do processo, como realizá-las, os responsáveis por cada ato e os prazos. Tendo conhecimento disso, veja a seguir, alguns tópicos fundamentais do quais você deve sempre lembrar.  

Tecnologia 

Uma boa tecnologia é um termo essencial para que a migração se torne um sucesso. Afinal, você deve se certificar que a plataforma de e-commerce oferece todas as funcionalidades que você deseja. 

Existem alguns pontos de tecnologias que podem te auxiliar com isso, como o número de pageviews, relatórios de vendas, campos de SEO, entre outros. Afinal, o processo de migração é uma etapa essencial para se adaptar a novos recursos, inclusive a tecnologia. Visto que, um dos objetivos de migrar, é oferecer uma experiência melhor para o cliente. 

Backup 

O fato é que ninguém gosta de perder itens pessoais, não é mesmo? Agora imagine o que seria perder informações primordiais do seu negócio com a base de clientes?

Então, não esqueça de efetuar um backup do histórico de produtos, pedido e cadastros antes de realizar uma migração de plataforma de e-commerce. Lembrando que cada plataforma obtém um modo de fazer um backup, sendo assim, você deve informar-se na Central de Atendimento de cada uma.

Layout 

Esse tópico é importante porque quando o layout é personalizado, é preciso que seja feita uma transferência visual no seu site. 

Visto que, não é recomendado alterá -lo em uma migração, pois, o seu público pode estranhar muitas mudanças de uma só vez. Dessa forma é necessário que você busque por designers para te auxiliar nesta questão.

Redirecionamento 301

Muitos empreendedores ao se depararem com o termo "redirecionamento 301" ficam assustados. Embora os redirects sejam um pouco complexos, são possíveis. 

Redirecionamento 301, trata-se de um código de status que indica ao Google que uma URL se encontra em um novo local. Ou seja, é uma garantia de não ocorrer erros técnicos indesejados, assim como ajuda a conservar o seu site e o número de visitas orgânicas.

Quando você migrar de plataforma, é fundamental manter as palavras-chave usadas nos títulos URLs e descrições de produtos, além de monitorar de perto as Landings Pages. Isso é possível por meio de plataformas como o Google Analytics, de modo que, você compreende se o tráfego está seguindo seu curso regular. 

Segurança

Uma migração segura corresponde a uma boa análise. Nesse caso, verifique se a plataforma de e-commerce disponibiliza o certificado SSL ou se o que você já possui em seu domínio, é adaptável ao novo sistema. Sendo assim, todos os produtos pedidos e cadastros serão protegidos durante o processo. 

Além disso, vale frisar que a ativação do certificado SSL pode durar cerca de 24 horas, e, durante esse período, é possível que sua loja virtual seja apontada como insegura. Dessa forma, quando for realizar a migração, compartilhe um aviso sobre essa manutenção em redes sociais ou via e-mail. 

Teste 

Para colocar sua loja virtual no ar, você deve fazer um teste com antecedência. Isso agrega desde cadastros e compras até acompanhamento de pedidos. É recomendado que você evite fazer o lançamento durante os períodos de alto tráfego.

Para descobri-los, é possível fazer uma análise rápida através de ferramentas como Google Analytics. Esses picos normalmente acontecem em domingos ou em horários da madrugada, no entanto, podem variar conforme o seu negócio. Com essa medida você atinge menos clientes se caso ocorrer algum imprevisto durante a migração. 

Comunicação

Por fim, não deixe de comunicar a mudança ao seu público. Para isso, você pode criar cupons de desconto atraindo visitas ao novo site e pedir feedbacks, caso os usuários notem algo anormal. Assim, aos poucos você poderá ajustar a sua loja virtual, oferecendo melhor atendimento. 

Comparativo de plataforma de e-commerce 

Agora que você já sabe o que considerar ao migrar de plataforma e quais são as fases essenciais para fazê-la, está na hora escolher uma nova solução digital para sua empresa. 

Aqui na Webstore, a migração é facilitada, o empreendedor tem o auxílio da nossa equipe de Customer Success, tem várias formas de importação de produtos em massa, em condições especiais de forma de pagamento e ERPs parceiros para que as vendas fiquem organizadas.

E para mais informações confira o manual de como migrar de plataforma! 

Confira: Como migrar a sua loja virtual para a Webstore?

Como vimos, com a migração de plataforma e-commerce, você transfere sua loja virtual para outra solução digital, onde consegue obter sucesso seguindo os pontos:

  • Tecnologia; 
  • Backup;
  • Layout;
  • Redirecionamento 301;
  • Segurança;
  • Teste;
  • Comunicação.

Para facilitar ainda mais o processo de sua loja, conte com a Webstore, onde temos soluções de como fazer a migração a depender da sua plataforma atual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *