Gustavo Perina

14 de maio de 2021

Compartilhar

Como criar um logotipo profissional

7 min de leitura

Você preparou um site atrativo e responsivo para o seu cliente, escolheu as melhores imagens dos produtos e garantiu o sistema de checkout mais adequado do mercado. Mas será que está pronto para a divulgação da sua loja virtual? Nem sempre. 

A experiência do consumidor é fundamental, mas qual será a imagem que ficará na mente dele? Todo e-commerce de resultado precisa do logotipo e de uma identidade visual que traduzam o melhor da empresa. Afinal, aqueles símbolos escolhidos compõem o layout final do site e se tornaram sinônimo da sua empresa em qualquer lugar que o cliente acesse.

Por que preciso ter um bom logo?

Uma boa marca é importante simplesmente porque humanos são seres visuais. O logo é o ponto de partida para a identidade visual de qualquer negócio. Vários estudos já demonstraram que o design da identidade visual é importante para atrair e manter o consumidor, inclusive impactando na conversão das vendas online. 

O escritor sobre estratégia de marketing, Scott M. Davis, aponta que os consumidores são expostos a milhares de anúncios por dia e mais de 25 mil produtos novos a cada ano. Para o especialista, “a  identidade visual é que os ajuda a atravessar esse mar de escolhas disponíveis”.

Com o logo certo, você se destaca dos concorrentes, transmite sentimentos e sensações e estabelece já de início uma relação de confiança com o cliente. Não é à toa que a logomarca deve ser pensada antes mesmo da empresa existir. Quando criada de forma certeira, ela se torna o orgulho de quem trabalha no negócio, dos parceiros e até dos clientes. 

Todos temos exemplos de logos queridos que já surgiram conquistando corações e atraindo fãs. Há aqueles ainda que marcaram história. Por exemplo, os das marcas Nike e Apple, ou o icônico I love NY, com seu coração vermelho sobre fundo branco, promovido pela prefeitura da cidade. 

O que deve ser considerado na hora de criar um logo?

Um logotipo profissional envolve técnicas e teorias de comunicação, design e linguística que precisam ser pensadas cuidadosamente para transmitir o diferencial da sua empresa no mercado. Ele precisa ser adaptável a qualquer ambiente online ou físico.

Em meio a isso, três elementos são fundamentais para desenvolver o logo:

Missão, Visão e Valores 

Como em todos os passos que uma organização der, a missão, a visão e os valores também serão importantes para o desenvolvimento do logo. Afinal, ele será a porta de entrada e de saída dos consumidores e deve expressar o que norteia a empresa.

Negócios que prezam pela formalidade e tradição, por exemplo, costumam optar por cores sóbrias e fontes clássicas. Mas se a intenção é transmitir modernidade e energia, aparecem referências multicoloridas e formatos criativos.

Design Gráfico

O logotipo pode ir de letras em traçado específico até uma composição complexa de fontes e desenhos. Independente disso, todas as opções evidenciam a importância da composição gráfica.

Nesse quesito, o profissional precisa conhecer as tendências e critérios visuais do mercado. Estilos e efeitos entram e saem de moda com o passar dos anos, e a sua marca precisa atravessar esses diferentes períodos com êxito. Por isso, logos com elementos do design clássico são os mais sugeridos. 

Aspectos culturais

Tanto o ambiente em que a empresa está inserida como a realidade do público é relevante. Nacionalidade, religião e ideologia são apenas alguns dos fatores que influenciam o valor dado a determinados símbolos, cores e formas, ou seja, aos aspectos do design. 

Embora a globalização e a internet tenham nos aproximado, as tradições e culturas mudam em locais distintos. Quer um exemplo? O 4 é um número neutro no Brasil, mas na China é referência para o azar e pode ofender. 

Boas práticas para um logo profissional

Fique atento para que tanto o logotipo quanto toda a identidade visual da empresa se beneficiam das boas práticas que evidenciamos a seguir:

Conheça o seu público

Um negócio existe para suprir a necessidade de um público, por isso quase todas as dúvidas podem ser respondidas quando voltamos a ele. Crie ferramentas que permitam ouvir os desejos e os problemas desse público alvo e esteja atento ao que ele fala. Vá mais longe e identifique as personas. Entender as peculiaridades do seu consumidor ajuda sua marca a criar empatia e identificação.

Estude as cores que você quer colocar

A influência das cores nos impulsos e reações humanas são bastante conhecidas há décadas. Para uma escolha consistente, retorne à missão, visão e valores do negócio e repense a mensagem que deseja transmitir. Outro aspecto a ser estudado é a combinação de duas ou mais cores, por meio do círculo cromático. Cores complementares e análogas são mais receptivas ao nosso cérebro do que misturas aleatórias.

 Aposte no Design Clean

O velho ditado “na dúvida, simplifique” continua válido para a criação gráfica. Com tanta variedade de efeitos nos softwares, é comum surgir uma empolgação, mas evite os exageros. Algumas das marcas mais famosas do mundo são reconhecidas pela simplicidade e harmonia. Uma dica conhecida é colocar uma versão preta e branca do logo ao lado dos modelos coloridos escolhidos.

Pense na Fonte

A tipografia é tão importante que só ela já pode ser suficiente para definir o  logo. Assim como as cores, as fontes são um meio de transmitir uma informação. Evite a poluição visual de algumas fontes e prefira aquelas legíveis. Coerência e harmonia também são valores essenciais aqui.

Teste seu logo

O processo criativo só se aperfeiçoa com os testes e, por isso, eles são essenciais. Experimente tonalidades, tamanhos e gradientes, fundos opacos ou brilhantes, materiais impressos e plataformas variadas. Depois de pronta, a sua marca precisará ser extremamente versátil. Assim também serão os testes. 

Crie de acordo com o seu segmento

Entender o mercado em que a empresa atua é diferencial para o posicionamento no mercado e pode ser um grande atalho para o sucesso na criação visual. Mais uma vez, lembramos a importância de conceder atenção aos detalhes que possam transmitir os valores desejados.

Proteja a sua marca legalmente

Evite prejuízos e dores de cabeça registrando a sua marca no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), após finalizada. Vários empresários enfrentaram problemas por terem logos copiados ou até serem acusados de plágio.

Você chegou até aqui e está ansioso para explorar a criação do seu logotipo profissional? Nós vamos te ajudar. Confira abaixo quatro programas que vão facilitar esse trabalho. 

4 Ferramentas para criar o seu Logo

Adobe Illustrator

Uma das mais poderosas ferramentas de gráficos vetoriais, o Illustrator da Adobe permite liberdade para criar logotipos e desenhos dos mais variados. Não é à toa que é o preferido entre os designers profissionais. É pago, mas pode ser testado gratuitamente por 30 dias.

Canva

Entre os mais populares do mercado, a plataforma possui uma interface intuitiva que ajuda os iniciantes no design gráfico. O Canva possibilita inclusive a criação de imagens e logos usando símbolos, formas e ícones gratuitos. Também oferece uma versão premium com maior número de modelos.

We Do Logos

Ferramenta de criação a partir de modelos pré prontos, a We Do Logos também oferta profissionais freelancers para uma produção personalizada de logotipos a um valor fixo. 

Free Logo Services

Programa gratuito que facilita a criação de logotipo com um passo a passo bastante didático. Sua versão paga comporta arquivos de alta resolução e maior compatibilidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *