Gestão / Mercado

Black Friday 2020: o que devemos esperar para este ano?

Tentar aquecer a economia ou apenas vender pela metade do dobro? A Black Friday é hoje o principal evento do […]

Black Friday 2020: o que devemos esperar para este ano?

Tentar aquecer a economia ou apenas vender pela metade do dobro? A Black Friday é hoje o principal evento do varejo no Brasil e já acontece há mais de dez anos. Com a pandemia, crise econômica, alta do dólar e retração do PIB, talvez a maior dúvida do lojista seja em relação ao que ele deve esperar da Black Friday 2020.

Por isso, hoje vamos falar das principais expectativas do mercado para este evento e como o seu negócio deve estar preparado para esta data.

Black Friday 2020 pode bater recordes

Embora as incertezas econômicas ocasionadas pela crise do Covid19 apontam um cenário de retenção financeira, as previsões a respeito da Black Friday 2020 mostram um resultado positivo. O presidente da Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo, Eduardo Terra, afirma que a Black Friday 2020 baterá todos os recordes.

Segundo Eduardo, a Black Friday 2020 será atípica, devido a atual situação de pandemia, que ainda não tem prazo para terminar. No entanto, muitas pessoas estão com uma demanda de consumo reprimida, o que deve favorecer este evento que acontece no mês de novembro.

Saiba mais sobre o crescimento do e-commerce, clique aqui!

O mercado digital na Black Friday

O comércio eletrônico é o protagonista desta data aqui no Brasil. Em 2018 o faturamento do e-commerce foi de R$ 2,6 bilhões na Black Friday. No ano passado, este número cresceu cerca de 25%, movimentando R$ 3,2 bilhões durante o evento.

Estes números expressivos foram responsáveis pelo crescimento de lojas virtuais e marketplaces nos últimos anos. As vendas online se multiplicam nesta data e os produtos mais procurados nas últimas edições do evento foram:

– Celular/Smartphone (36,5%)

– Eletrodomésticos (36,3%)

– Televisores/Vídeo (29,3%)

– Informática (24,1%)

– Móveis/Decoração (22,4%)

– Moda/Vestuário (22,2%)

– Eletroportáteis (21,3%)

– Viagens (19,2%)

– Beleza (16,8%)

– Livros/Papelaria (12,6%)

Fonte dados Olist

O novo normal: como os hábitos de consumo mudaram durante a pandemia?

Black friday 2020 e o novo normal

Comprar online é uma tendência crescente de comportamento de consumo que foi potencializada pelas restrições da pandemia. O novo normal prevê que este seja um hábito permanente da sociedade, uma vez que muitos varejistas que ainda não estavam presentes na internet viram este espaço como a única opção de sobreviver.

Com os horários do comércio físico reduzidos e o hábito de comprar online consolidado, o ambiente virtual torna-se o maior palco da Black Friday 2020. As compras online, em lojas e marketplace, devem ser a opção da maior parte dos consumidores. Por isso, sua loja deve estar pronta, não apenas com estoque e logística, mas com uma plataforma que suporte o número de acessos e o volume de vendas que esta data prevê.

O crescimento do marketplace e das lojas virtuais em 2020

Um estudo feito pela Compre & Confie, em parceria com a Abcomm, durante o início de 2020 revelou que o faturamento do e-commerce cresceu 28% no primeiro semestre do ano. A criação de lojas virtuais aumentou significativamente com a pandemia, somando mais de 100 mil novas lojas em menos de dois meses.

Além disso, já são mais de 5 milhões de novos clientes de e-commerce na América Latina durante a pandemia. Estes números são um indício forte de que a Black Friday 2020 tem tudo para superar, uma vez mais, os números alcançados anteriormente.

Tags:, ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Chegou sua hora de crescer sem limites

Avalie por 10 dias grátis.

Crie sua loja