Gustavo Perina

21 de maio de 2021

Compartilhar

Tendências para a Black Friday 2021

5 min de leitura

Nos últimos anos, uma nova oportunidade de vendas surgiu no Brasil: a Black Friday 2021. Sucesso no exterior, principalmente nos Estados Unidos, a última sexta-feira do mês de novembro é recheada de promoções e o faturamento das vendas chega na casa dos bilhões. No ano de 2020, porém, sem filas e aglomerações nas lojas físicas, as vendas online foram alavancadas em comparação com o ano anterior.

Os lojistas que ainda estavam concentrados no comércio físico tiveram pouco tempo, mas o suficiente para se preparar e adaptar para as vendas online. O trabalho árduo rendeu frutos, e a tendência é que os lojistas dêem prioridade aos meios digitais para vender na próxima Black Friday.

Os números reveladores não mentem: o faturamento alcançou a marca de R$3,1 bilhões (apenas na sexta-feira, 27 de novembro), representando um crescimento de mais de 24,8% em relação a 2019. Houve mais de 4,6 milhões de pedidos, que impulsionaram o comércio, sinalizando uma alta de 15,7% na comparação com o ano de 2019.

Apesar de muitos lojistas terem se adaptado em cima da hora para a Black Friday de 2020, percebe-se que o comércio se saiu bem, sobretudo porque a maioria das vendas foram feitas através de canais digitais. Agora, todos esses acontecimentos e números nos dão um norte de como será a Black Friday no ano de 2021, onde tudo ainda é muito incerto em relação à pandemia do COVID-19, mas lojistas e consumidores estão mais próximos e satisfeitos com o comércio online.

Black Friday 2021 na mão do consumidor

Uma das principais tendências para a edição 2021 da Black Friday é o poder do consumidor que, com os buscadores e comparadores de preços, tem as ofertas e melhores opções de compra na palma de suas mãos.

Em tempos de crise, a compra por impulso dá lugar às pesquisas, favorecidas por recursos como os comparadores que filtram as buscas baseados em parâmetros como os maiores descontos ou os menores preços. Dessa forma, o consumidor está mais apto a fazer uma escolha assertiva e racional.

5 tendências para a Black Friday 2021

Faltam ainda alguns meses para o grande evento de promoções do ano e, se é possível dizer quais as tendências para a Black Friday 2021, analisando o cenário político, econômico, social e os dados da última edição, é possível afirmar que alguns fatores serão muito importantes, senão decisivos, neste ano. Confira a lista abaixo:

1. Foco nas necessidades no consumidor

Isso não é nenhuma novidade, mas com o crescimento do mercado de e-commerce e o amadurecimento do consumidor no meio digital, a exigência do cliente está cada vez maior. Por isso, as marcas que forem cuidadosas ao proporcionar uma boa experiência de compra e atendimento ao cliente, com certeza terão mais sucesso e destaque também na Black Friday.

2. Excelência no atendimento

Com o aumento exponencial das demandas durante a Black Friday, pode ser uma tarefa complicada oferecer um atendimento de primeira linha ao cliente. Ainda assim, este é um setor onde as empresas precisam estar preparadas. Todos os esforços são válidos para que o consumidor não fique na mão quando tiver alguma dúvida, contratempo ou problema para ser solucionado. É fato que os clientes desistem de uma compra quando se frustram e não conseguem contato com a empresa, mas o contrário também é verdadeiro e um atendimento de qualidade pode ser um meio de fidelização.

3. Entrega rápida

Ao contrário do que todos poderiam supor, nas últimas edições da Black Friday a opção de frete mais escolhida pelos clientes que tiveram seus pedidos enviados pelos Correios foi o Sedex. Se antes o preço era o fator decisivo na hora de escolher o frete, agora os consumidores dão primazia à agilidade, que é o fator mais importante neste período de pandemia. Muitos consumidores dependem quase que exclusivamente de fretamento para ter acesso a produtos que antes comprava no shopping, por isso, é importante ter meios rápidos de entrega para o cliente. Rápidos e seguros!

4. Segurança

No ano de 2020 o e-commerce cresceu, mas no meio do palheiro sempre há uma agulha. Surgiram muitas lojas falsas imitando grandes empresas e vendendo produtos que nem existiam e nem seriam entregues. O consumidor que queria comprar barato, acabou pagando caro e agora está mais atento ao fator da segurança online. É importante para o varejo seguir as regras da LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados), manter seu site seguro com uma conexão SSL e sempre deixar tudo isso transparente para o cliente.

5. Identificação com a empresa

Pode-se esperar também que na Black Friday 2021 empresas que possuem alguma afinidade com os consumidores vendam mais. Essa sempre é uma tendência forte, ainda mais com o marketing digital e as redes sociais. Empresas com propósitos e apoiadoras de causas relevantes têm destaque, por isso, o uso de materiais recicláveis e eco-friendly podem ser um bom investimento para seus produtos ou embalagens. Também é uma boa sugestão dar algum brinde para o cliente, apelando para os cinco sentidos e fazendo com que ele se sinta especial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *