Tecnologia / Vendas / Mercado

O crescimento do mobile e o impacto no M-commerce

Já faz tempo que o smartphone se tornou uma ferramenta para se comprar pela internet, mas nos últimos anos, o […]

O crescimento do mobile e o impacto no M-commerce

Já faz tempo que o smartphone se tornou uma ferramenta para se comprar pela internet, mas nos últimos anos, o chamado M-commerce teve um crescimento realmente de chamar atenção e cerca de 85% dos brasileiros com smartphones compram online.

Para que você tenha uma ideia melhor, segundo relatório Webshoppers da E Bit Nielsen, as vendas online feitas por meio de dispositivos móveis já ultrapassaram 1/3 de todas as realizadas em e-commerce e, em estudo realizado pelo Google, mostrou-se, também, que o futuro do M-commerce é promissor e que deve chegar em 2021 a R$ 85 milhões.

Novo normal e o M-commerce

Com a pandemia do Covid-19 foi necessário se estabelecer um novo normal, em que o distanciamento social se fez presente. Desta forma, o E-commerce, incluindo o M-commerce, acabou ganhando ainda mais força e o resultado foi um faturamento de R$ 38 bilhões somente nos seis primeiros meses do ano, ou seja, um crescimento de 47% se comparado ao mesmo período do ano anterior. Além disso, novos hábitos de consumo surgiram e itens que não eram frequentemente comprados online, como alimentos e produtos de limpeza, passaram a ser.

Em se tratando especificamente do M-commerce, o novo normal também fez com que os consumidores ficassem ainda mais receptivos para comprar pelo celular, devido a comodidade e a segurança que se tem ao realizar compras através de dispositivos móveis. Em números, a instalação de aplicativos de e-commerce cresceu 169% em maio se comparado com o mesmo período do ano anterior, de acordo com pesquisa do RankMyApp.

A tendência é que após a pandemia esses novos hábitos de consumo adquiridos continuem fortes, já que 70% das pessoas pretendem continuar comprando mais online, segundo pesquisa realizada pela Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC).

Vendas por Whatsapp também crescem de forma significativa

Outra forma de vendas que cresceu de forma exponencial durante a pandemia foi através do Whatsapp, já que é uma forma de aproximar ainda mais as lojas virtuais e físicas dos clientes. Segundo o estudo Benchmark Snapshot, da Zendesk, houve um aumento de 101% durante a pandemia do uso do Whatsapp por clientes que preferem comprar e tirar dúvidas diretamente com as empresas, mesmo que o primeiro contato seja com inteligência artificial.

Como adaptar minha loja para vender bem para mobile

As compras através do mobile está crescendo significativamente, mas é importante dizer que os clientes também estão cada vez mais exigentes. Se você quer que a sua loja virtual venda bem pelo celular, saiba que é fundamental:

Certificar-se que sua loja virtual é responsiva e todas as funcionalidades estão rodando normalmente

A sua loja virtual precisa ser adaptada para ser visualizada e lida em qualquer dispositivo. É necessário que as funcionalidades rodem normalmente e que a experiência do usuário seja agradável ao acessar a sua loja virtual através de smartphones, pois, caso contrário, não tenha dúvidas de que a opção será o concorrente.

Se atentar ao carregamento do site, que precisa ser rápido no M-Commerce

Pesquisas mostram que usuários esperam no máximo 2 segundos para páginas de site carregaram. Por isso, se o seu site demora para carregar, a concorrência já está na sua frente. Vale destacar, ainda, que a velocidade de carregamento da sua loja virtual também impactam o posicionamento dela nos mecanismos de busca, como o Google.

Ter um intermediador de pagamento responsivo

Ao comprar online as pessoas buscam agilidade e segurança. É fundamental que a sua loja virtual tenha um intermediador de pagamento responsivo, ou seja, adaptado para compras mobile, e que também contenha selos de segurança e checkout simples, transparente e rápido.

Tags:, , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Chegou sua hora de crescer sem limites

Avalie por 10 dias grátis.

Crie sua loja