Gestão / Mercado

O que devo saber sobre formas de pagamento no e-commerce?

Um dos fatores determinante para uma boa experiência do cliente na sua página são as formas de pagamento. Por isso, […]

O que devo saber sobre formas de pagamento no e-commerce?

Um dos fatores determinante para uma boa experiência do cliente na sua página são as formas de pagamento. Por isso, leia este artigo até final para entender mais sobre este assunto.

Os usuários devem ter diversas opções, com vantagens que simplifiquem, enquanto os lojistas também devem ficar atentos na saúde financeira do negócio.

Por isso, a escolha das formas de pagamento do e-commerce deve ser estratégica, a fim de garantir não só a satisfação dos clientes, mas também a lucratividade em cada venda.

Como as formas de pagamento impactam as vendas?

Imagine a seguinte situação: Um cliente que não possui cartão de crédito e têm construído o hábito de pagar suas compras à vista, chega até a sua loja, decide fazer a compra e na hora de fazer o pagamento, percebe que não há opção de pagamento por boleto. Será uma experiência muito ruim que envolve muita frustração. Esse cliente provavelmente não voltará ao seu site. 

Essa situação demonstra a importância não só de conhecer quem é público, mas de entender também como as formas de pagamento impactam diretamente a decisão de compra. É simples: se o usuário não encontra sua opção preferida, você perderá a venda para um concorrente que ofereça exatamente o que ele quer.

Em geral, quanto mais opções de pagamento você oferece, mais chances têm de converter todos os perfis de público. Além do mais, a diversidade de formas de pagamento e a facilidade diminuem as taxas de abandono de carrinho.

Além disso, você deve considerar também o impacto dessa decisão nas finanças do negócio. Afinal, taxas, prazos e segurança no recebimento variam de uma solução para outra, o que influencia nos seus custos e possibilidades de crescimento e consolidação. É importante fazer uma previsão de fluxo de caixa, pois nem sempre o repasse dos recursos para a conta da loja é imediato.

Vamos conhecer os meios de pagamento para e-commerce disponíveis no mercado.

Cartão de crédito

cartão de crédito como forma de pagamento no e-commerce

O pagamento em cartão de crédito, sem dúvida alguma, é um uma das formas de pagamento mais comuns em e-commerce. Uma loja virtual sem a opção de cartão de crédito é um erro.

Você conseguirá habilitar a forma de pagamento em cartão de crédito através de algumas maneiras, tanto por Gateway de pagamentos, ou com integração direta com uma adquirente.

Vantagens do Cartão de crédito:

  • Facilidade e rapidez, já que a compra é aprovada em segundos;
  • Mais segurança para o usuário, já que todas as compras são rastreadas pelo banco;
  • Opções de parcelamento, já que muitos brasileiros optam em parcelar suas compras.

Desvantagem:

  • O lojista pode ser onerado com taxas mais altas;
  • Geralmente as taxas são através de porcentagens e não valor monetário.

Boleto bancário

O boleto bancário é uma das opções mais fáceis de habilitar no e-commerce, isso porque você apenas precisará abrir uma conta corrente em algum banco, e assim gerar os boletos para seus clientes, efetuarem o pagamento de suas compras.

Segundo o Mercado Pago, empresa de soluções de pagamentos, o boleto bancário é a segunda forma de pagamento mais utilizada nas compras pela internet. 

Vantagens:

  • Simplicidade na habilitação para a loja virtual;
  • Geralmente possuem taxas baixas geradas apenas quando o cliente efetua o pagamento;
  • Facilidade para os clientes que não possuem cartão de crédito e débito.

Desvantagens:

  • Demora na finalização da operação, já que a confirmação de pagamento pode demorar até 2 dias úteis.
  • O cliente pode esquecer-se de fazer o pagamento e desistir da compra.

Cartão de débito

 A transação por cartão de débito não tem que ser mediada por uma maquininha, podendo ser realizada online. Para ter acesso ao recurso, no entanto, é preciso assinar convênios diretamente com os bancos, que, por sua vez, podem cobrar taxas altas.

Vantagem da opção em Cartão de débito:

  • Essa é uma forma de pagamento que oferece o recebimento do pagamento quase que imediato, ou seja, geralmente você terá o dinheiro em mãos em no máximo 24 horas.
  • Exclui o risco de ter que lidar com o Chargeback (quando o cliente desiste do pagamento, e solicita o reembolso).

Desvantagem:

  • Se você quiser disponibilizar essa forma de pagamento no seu e-commerce, primeiro você precisa saber se sua plataforma possui esse tipo de integração com bancos, e assim, se você decidir habilitar, precisará assinar convênio com o banco desejado.

Você também poderá trazer essa habilitação através de algum intermediador de pagamento, que nós ainda abordaremos esse tema, por isso continua por aqui.

Transferência online

Também conhecida como Transferência Online de Fundos (TEF), essa modalidade é extremamente rápida e barata. O lojista recebe o valor em poucos dias ou até mesmo em questão de horas. Fora isso, as taxas cobradas por transação raramente chegam a R$ 1 real.

Essa só não é uma opção muito confortável para o cliente, que precisará disponibilizar suas informações bancárias e a plataforma tem que conversar com o internet banking das instituições financeiras. Por lidar com dados sensíveis, é preciso contar com sistemas de segurança mais robustos.

Vantagens da transferência online:

  • Não há custos relativos com terceiros;
  • O e-commerce recebe o valor integral das compras.

Desvantagens:

  • Alguns consumidores ainda relutam em utilizá-la, pois por precisarem preencher os seus dados bancários ficam com medo de fraudes;
  • Podem haver cobranças de taxas relativas a transações entre bancos diferentes;
  • Processo de compra é um pouco mais lento para o usuário, pois, o pedido só será processado e enviado ao cliente quando a transferência for confirmada.

Como aplicar isso na sua loja online?

Para disponibilizar meios de pagamento online na loja virtual, como os cartões de crédito e de débito, você pode optar por soluções integradas com ferramentas ou diretamente com as instituições financeiras.

Em geral, são utilizados três serviços para esse fim:

Adquirentes

As adquirentes sempre estarão presentes em qualquer ferramenta de pagamento que você optar usar em sua loja virtual, como por exemplo, um Gateway de pagamento.

Você pode optar por uma parceria direta com as adquirentes, que funcionam como agente operador no fluxo do sistema de pagamento. Os principais exemplos são Rede, Cielo, GetNet, Stone e outras.

Uma característica negativa deste meio de pagamento é que ela não disponibiliza um sistema antifraude, que deve ser de responsabilidade do lojista, o que pode prejudicar os custos de implementação dessa alternativa.

Gateway de pagamento

Os gateways de pagamento são sistemas de integração que realizam a transmissão de informações sobre os pagamentos eletrônicos junto a bancos ou operadoras de cartão de crédito. 

O Gateway de pagamento, da maneira mais simplificada, são como máquinas de cartões, só que onlines.

O processo basicamente se resume em: Na hora de efetuar o pagamento em sua loja virtual, o cliente selecionará a bandeira e colocará as informações solicitadas do cartão de crédito. Após esse processo, o gateway se comunica com a rede de adquirência (Rede ou Cielo, por exemplo) e verifica se existe saldo suficiente para realizar essa compra, se sim, a compra é autorizada, se não, recusada.

Geralmente, os gateways apresentam taxas mais acessíveis e ainda podem permitir alguma negociação em relação a determinadas condições, como por exemplo, adiantamento de pagamentos.

Como benefício, esse é um método de pagamento com grande agilidade na transação. Outra vantagem é a possibilidade de checkout transparente, que é quando o pagamento é efetuado no site da própria loja virtual, melhorando a experiência do cliente.

Intermediadores

Os intermediadores de pagamento são plataformas que funcionam para interligar clientes, adquirentes e lojistas.

De forma objetiva, o processo é: o cliente faz o pagamento ao intermediador, que automaticamente aciona o banco ou a bandeira de cartão de crédito, e assim se a compra for autorizada, o lojista faz a venda normalmente.

Você com certeza já ouviu falar de serviços como PayPal, PagSeguro ou Mercado Pago.

Para quem quer agradar todos os públicos com mais opções de formas de pagamento, os intermediadores de pagamento oferecem versatilidade, pois podem aceitar uma enorme variedade de cartão de crédito ou ter contratos com bancos para pagamento em débito, boleto ou transferência bancária. Ao contrário do gateway, portanto, o intermediador não exige que os lojistas firme diferentes acordos com várias instituições financeiras.

E agora, quais as melhores formas de pagamento?

A resposta é: Depende!

Todas as formas de pagamento têm suas características peculiares. É importante que você faça uma análise de qual proporcionará mais benefícios e soluções, de acordo com a necessidade do seu negócio.

Estude bem seu público para entender quais são os comportamentos de compra e, assim poderá oferecer a melhor solução na hora da compra. 

De qualquer forma, vale se basear nos critérios que citamos a seguir para escolher a melhor forma de compor as opções de pagamentos do seu e-commerce. 

Se você deseja encontrar a melhor solução para seu e-commerce e alavancar vendas, conte conosco!
Conheça nossos serviços, clique aqui!

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Chegou sua hora de crescer sem limites

Avalie por 10 dias grátis.

Crie sua loja