Janaina Nogueira

20 de dezembro de 2021

Compartilhar

Mercado Livre libera compra e venda com criptomoedas no Mercado Pago

3 min de leitura

Nas últimas semanas de novembro deste ano, o Mercado Livre anunciou que irá aprovar a compra e venda de Bitcoin e de outras criptomoedas (moedas digitais) em suas plataformas.

“A partir desta semana no Brasil, os usuários do Mercado Livre e Mercado Pago poderão comprar, guardar e vender criptomoedas”, disse Marcos Galperin, fundador e CEO do Mercado Livre em seu perfil do Twitter.

De acordo com o Banco Central, entre Janeiro e Julho de 2021 os brasileiros compraram mais de R$ 3,7 bilhões de moedas digitais. A empresa adere a essa estratégia para expandir a sua linha de produtos financeiros.

Além do Brasil, outros países da América Latina também poderão fazer uso dessa experiência: “A ideia é replicar o produto em outros mercados latino-americanos daqui pra frente”, conta Tulio Oliveira, vice-presidente do Mercado Pago, em entrevista à Bloomberg (Agência de Tecnologia e Investimentos).

Como isso impacta no mercado digital?

Inicialmente, as criptomoedas tinham como função servir como meio de troca no mercado financeiro, hoje elas podem ser utilizadas em praticamente todos os tipos de compra de produtos e consumo de serviços.

Dessa forma, cada vez mais empresas buscam se interessar em receber esse tipo de pagamento, e com as grandes empresas não poderia ser diferente.

Os clientes também enxergam vantagens em utilizar as criptomoedas como forma de pagamento. “As pessoas estão tentando reter valor, e algumas das criptomoedas reterão valor por definição, porque não podem ser impressas ou desvalorizadas”, é o que afirma Oliveira à Bloomberg.

Importante ressaltar, que ainda não será possível usar as criptomoedas para pagar mercadorias compradas no marketplace do Mercado Livre.

Assim como o Mercado Pago, outra carteira digital também anunciou essa opção de serviço, o Paypal, fortalecendo ainda mais esse tipo de mercado.

Projeção das criptomoedas para o e-commerce

Com a tendência de estarmos sempre online, é normal que haja uma busca por também moedas e meios de pagamentos 100% digitais.


Mesmo com a supervalorização (1 bitcoin = R$ 318.356,47), as criptomoedas podem se transformar em uma realidade nas compras ao redor do mundo, visto que são seguras, estáveis e universais. Ficando assim, cada vez mais fácil alcançar novos clientes.

Com essa iniciativa, o Mercado Livre recebeu autorização do Banco Central para operar como financeira, trazendo mais liberdade para esse e outros tipos de transação. Podemos esperar não somente um aumento significativo de uso, mas também novos tipos de moedas virtuais, encorajando empresas e até mesmo bancos a criarem alternativas nesse mercado.

Últimas postagens

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *