Marketing / Tecnologia / Mercado

Tendências de Marketing Digital para e-commerce em 2021

O cenário mundial impactado, há mais de um ano, pelo COVID-19, faz com que as expectativas e especulações mercadológicas sejam […]

Tendências de Marketing Digital para e-commerce em 2021

O cenário mundial impactado, há mais de um ano, pelo COVID-19, faz com que as expectativas e especulações mercadológicas sejam sempre muito voláteis e imprevisíveis. Ainda assim, todo ano o mercado digital analisa as transformações e mudanças ocorridas no período que passou e projeta as tendências de Marketing Digital que devem ganhar destaque.

Em 2021, essa projeção traz na conta as transformações causadas pela pandemia. Se 2020 pegou todo mundo desprevenido, mexendo com as emoções e o estilo de vida da maioria das pessoas, provocando dores e perdas, este também foi um ano de grande transformação nos comportamentos, tecnologias e modelos de trabalho.

De fato, todos esses elementos impactam diretamente o Marketing Digital. Por isso, hoje vamos apresentar o saldo dessas transformações, comentando as principais tendências de Marketing Digital para e-commerce em 2021.

O que não pode faltar no Marketing Digital do seu e-commerce em 2021?

A pandemia não provocou uma mudança apenas na vida das pessoas, que foram obrigadas a se adaptar ao distanciamento social. No universo corporativo, muitas empresas também tiveram de se reinventar para não sucumbirem à crise econômica. Dessa forma, o fortalecimento da comunicação digital e dos recursos eletrônicos foram a solução para a maior parte dos casos.

Esta circunstância não apenas lançou tendências novas nos modelos de trabalho e no comportamento do consumidor, mas acelerou movimentos que eram previstos a longo prazo e que acabaram acontecendo antes, pela necessidade imposta.

Veja, a seguir, as principais tendências para o próximo ano:

1) Google Shopping

A liberação do Google Shopping gratuito no Brasil, em outubro de 2020, foi uma das iniciativas do Google para minimizar os prejuízos que o varejo sofreu no último ano, em decorrência da pandemia.

O serviço surgiu como um recurso para impulsionar as vendas e conectar lojas virtuais a consumidores em potencial através de anúncios pagos ou apenas com as ferramentas gratuitas.

Além disso, para os e-commerces que já utilizam o Google Ads, esta é uma ferramenta que, embora distinta, colabora para potencializar os resultados de conversão através de anúncios. Muitos lojistas que utilizam os dois recursos – Google Ads e Google Shopping – relatam que uma boa parte do lucro das vendas feitas através do Google Ads vem do Google Shopping.

É importante lembrar que esta é uma ferramenta que promete continuar relevante, pois a taxa média de conversão dentro do Google Shopping é de 2,5%, o que representa um percentual 36% maior do que a conversão dentro dos e-commerces. O Google Shopping é o lugar ideal para quem busca engajamento e publicidade. Os anúncios impulsionam 76% dos gastos com anúncios de pesquisa de varejo e geram 85% de todos os cliques no Google Ads ou nas campanhas do Google Shopping.

Em 2020, muitos lojistas conseguiram vender mais integrando suas lojas ao Google Shopping e alcançando resultados expressivos no e-commerce e esta é uma tendência que deve ser ainda mais forte no próximo ano.

2) Social Media

O relacionamento é um dos pilares do Marketing Digital. Em 2020, diante da necessidade de comunicar mudanças e tendo a internet como um dos meios mais eficazes de comunicação com o público, o papel do Social Media tornou-se ainda mais relevante.

Tanto para os vendedores quanto para os consumidores, esse profissional ocupou um lugar importante nas ações de Marketing Digital. Sua atuação no gerenciamento de páginas, produção de conteúdo, análise das métricas e monitoramento das interações é capaz de humanizar uma empresa ou marca através de um atendimento atencioso e atento às necessidades do consumidor e aos objetivos do e-commerce.

Em 2020, segundo estudo realizado pelo LinkedIn para ranquear as profissões emergentes, o Social Media apareceu em 1º lugar no ranking brasileiro. Com um crescimento anual superior a 100%, esse tipo de serviço segue em alta no próximo ano. Por isso, confira a seguir 3 tendências para a área de Social Media em 2021:

Geração da consciência social

A geração millennial deixou claro no último ano que está muito preocupada com as questões sociais e políticas. Segundo o “Social Media Trends 2021”, política, igualdade, educação, saúde mental, finanças e mudanças nas tendências alimentares são as principais pautas de interesse desse público. Portanto, estes são temas que podem ser explorados e valorizados na comunicação e produção de conteúdo.

Segmentação geográfica

O contexto pandêmico fez com que muitas pessoas valorizassem muito mais os negócios locais em 2020. Essa deve ser uma tendência que permanece em 2021, por isso, vale a pena investir em publicidade local e segmentação geográfica de anúncios.

Diálogo humanizado

Mais do que responder mensagens e curtir comentários, o Social Media precisa ser capaz de conduzir um diálogo com o público que, mais do que nunca, se encontra fragilizado e, muitas vezes, sozinho. Criar uma atmosfera amigável e garantir que a voz do consumidor seja ouvida deve ser prioridade neste próximo ano.

3) YouTube

O Youtube foi eleito como plataforma favorita dos brasileiros em 2020. É lógico, portanto, que ela merece a sua atenção em 2021. Com o isolamento social e a impossibilidade de realizar cursos, reuniões e eventos presenciais, o Youtube se tornou palco de muitos destes eventos.

91% dos brasileiros aumentaram seu tempo gasto na plataforma de vídeos no último ano. Além disso, ele é a rede social que mais cresce desde 2018. A preferência do público por conteúdos audiovisuais só é comprovada por estes dados e revela uma tendência que deve ser observada no próximo ano: o vídeo marketing.

A grande quantidade de transmissão de lives deve continuar em 2021, mas é preciso dar um passo além na produção de conteúdo no Youtube através do Marketing Digital.

4) Remarketing

O remarketing é um recurso muito importante nas estratégias de Marketing Digital e consiste na exibição de conteúdos e anúncios do Google Ads para usuários que demonstraram interesse em algum produto ou serviço do seu e-commerce anteriormente.

O fato é que uma porcentagem muito pequena de consumidores realiza uma compra efetivamente na primeira visita à loja virtual. Neste sentido, dados do site CMO.com mostram que as ações de remarketing podem gerar um aumento de 33% nas vendas.

Por isso, essa é uma ferramenta para aumentar as vendas que continuará em alta em 2021.

5) SEO

Quem quer ter seu site classificado, de maneira não paga, nas primeiras posições dos grandes buscadores, deve atentar-se ao SEO. Segundo o Search Engine Journal, cerca de 16% dos tráfegos orgânicos são convertidos em leads. Apesar deste número parecer baixo, ele é suficiente para medidas estratégicas de Marketing Digital com o objetivo de converter leads em clientes. 

Além disso, não podemos deixar de citar o corte de gastos desnecessários em propagandas, a assertividade e o aumento e qualificação do tráfego do seu e-commerce.

Veja algumas tendências para aperfeiçoar suas estratégias de SEO:

  • Incluir pesquisas de voz, visto que esta demanda tem aumentado nos últimos anos;
  • Garantir que seu e-commerce tenha suporte para dispositivos móveis, o que também afeta positivamente o rankeamento;
  • Seguir o princípio EAT do Google e garantir especialização, autoridade e confiabilidade;
  • Imagens também são objetos de busca, por isso, otimize as imagens do seu site.

Diante das informações apresentadas, fica claro que as tendências de Marketing Digital para e-commerce não são apenas movimentos passageiros, mas um sinal claro dos recursos e ferramentas que podem ajudar sua loja virtual a vender mais.

Tags:, , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Chegou sua hora de crescer sem limites

Avalie por 10 dias grátis.

Crie sua loja