Marketing / Vendas

O que é CTA (Call to Action) e qual a forma correta de usá-lo?

No seu dia a dia, navegando nas redes sociais e páginas da internet, certamente você já foi impactado por alguma […]

O que é CTA (Call to Action) e qual a forma correta de usá-lo?

No seu dia a dia, navegando nas redes sociais e páginas da internet, certamente você já foi impactado por alguma chamada que convidava a realizar alguma ação, como “puxe”, “clique aqui”, “saiba mais”, “sorria, você está sendo filmado”, entre outros.

Assim como as cores do semáforo, essas chamadas servem para indicar aquilo que devemos fazer dentro de um contexto ou como devemos interagir com determinados objetos. As chamadas que encontramos na internet, direcionando nossa interação com os conteúdos expostos, são chamadas de Call to Action (CTA).

Há diversas ações que os lojistas de e-commerce desejam que sejam realizadas, como o cadastro de e-mail para recebimento de newsletter, coleta de dados através de um formulário, download de um e-book, participação em um teste gratuito ou acesso a um post de blog através de um link específico.

No fim das contas, cada e-commerce tem um objetivo e uma necessidade específica, mas todos querem que o usuário compreenda o que deve ser realizado através da Call to Action.

O que é Call to Action (CTA)?

Call to Action (CTA) é o que, em português, denominamos como Chamada para Ação. Essa chamada, que pode ser visual ou textual, serve como um indicativo do comportamento esperado do usuário que tem contato com a página do e-commerce.

O CTA serve para guiar o usuário, de modo que a sua próxima ação seja executada conforme o esperado pela página. Para que essa chamada seja eficaz no seu objetivo, ela deve ter um bom posicionamento, formato e refletir uma proposta de valor. Dessa forma, a conversão esperada tem maior chance de acontecer.

Como o Call To Action (CTA) funciona na hora de conversão?

Antes de aplicar os CTAs é preciso entender como eles contribuem no processo de conversão. Para isso, é importante recordar um conceito do marketing chamado de AIDA, que consiste em um processo baseado em 4 pilares: atenção, interesse, desejo e ação.

De acordo com o AIDA, quando um usuário se depara com um anúncio ou uma página na internet, ele passa por essas 4 etapas antes de tomar uma decisão. É claro que esse processo, apesar de parecer complexo, pode acontecer dentro de poucos instantes. Assim, o CTA pode ser determinante para a realização da ação desejada, especialmente nas 2 primeiras etapas: atenção e interesse.

A própria decisão de clicar no CTA depende muito disso, de modo que ele funciona para conquistar a atenção e causar a melhor primeira impressão a respeito da página visitada, levando o usuário ao interesse por conhecer a oferta.

Calls to Action (CTAs) na prática

Chamar a atenção do usuário em um universo que leva facilmente à dispersão e cheio de coisas interessantes, como a internet, pode ser um grande desafio. Para despertar o interesse dos usuários é possível utilizar algumas técnicas e ferramentas, mas, para isso, é importante estar atento aos seguintes pontos:

  • O tamanho do Call to Action em relação aos demais elementos da página;
  • A posição onde aparece o CTA;
  • A composição de cores da página e a cor do Call to Action;
  • As imagens utilizadas;
  • O número de opções de Call to Action disponíveis;
  • Outros elementos da página apontando para o CTA.

6 dicas para fazer seus CTA’s serem notados e clicados

Para ajudar você na tarefa de criar chamadas que gerem conversão e resultados, separamos 6 dicas para elaborar CTAs de impacto. Confira a seguir:

1. Use cores que contrastam com a da sua marca

Ao ingressar em uma página, todos os elementos que a compõem disputam a atenção do usuário. Dessa maneira, escolher uma cor para a chamada que contraste com os demais elementos é uma excelente forma de buscar destaque para o CTA.

2. Escolha uma boa posição

Além das cores, é importante ficar atento à posição onde o Call to Action será colocado. Esse posicionamento deve favorecer a visualização do usuário, preferencialmente, de modo que ele não tenha de rolar a página para encontrar a chamada.

3. Use imagens

O uso de imagens aumenta as chances do CTA ser notado, pois este é um elemento visual que desperta a atenção do usuário numa proporção maior que os textos. Busque imagens de qualidade e com cores expressivas para obter um resultado ainda melhor.

4. Use setas

As setas têm um poder expressivo muito forte, apontando para o elemento principal e colocando-o em destaque. Por isso, elas podem ser de grande auxílio para a sua chamada, reforçando o poder visual do Call to Action.

5. Faça testes com o tamanho do botão de chamada

Fazer testes e mexer com o tamanho do botão de chamada também é imprescindível para fazer um CTA que seja notado. O tamanho faz diferença e deve ser aplicado de acordo com a relevância da chamada. Dessa forma, você pode descobrir qual opção gera a melhor performance para a sua página.

6. Crie urgência na mensagem

A urgência está diretamente ligada com o imediatismo que vive a geração com maior representatividade na internet hoje. Usar frases e expressões que indiquem isso na mensagem, como “agora”, “hoje”, “ não perca tempo”, é fundamental para um CTA que converta.

Tags:, ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Chegou sua hora de crescer sem limites

Avalie por 10 dias grátis.

Crie sua loja