Gustavo Perina

25 de abril de 2022

Compartilhar

6 estratégias para vender sem dar descontos

5 min de leitura

Será que é possível vender sem depender de descontos e promoções? Essa é uma dúvida muito comum para lojistas.

Dar descontos nos produtos não é garantir de que eles sejam vendidos, já que muitos concorrentes não aderem a essa técnica e vendem igual ou até mesmo superior a você.

Muitas vezes você pode se ver pressionado a oferecer o desconto, por ver seu cliente pedindo ou comprando da concorrência.

É possível sim, faturar mais, sem dar promoções e vender com qualidade. Mas, pra você aprender como, primeiro precisa entender porque os clientes costumam pedir descontos:

Porque os clientes pedem descontos?

Uma característica natural do ser humano, é sempre optar pelas vantagens. E isso não seria diferente quando estamos pagando por algo.”Se é mais barato, porque não?

Se o cliente pensar que não está recebendo muitas vantagens, ele tentará “criar” essa vantagem, pedindo descontos ou brindes extras.

O que você precisa fazer, é com que ele entenda o valor real do seu produto e serviço, fazendo com que ele aceite pagar o preço que você oferecer, sem reclamar ou sem pedir descontos.

Como vender sem dar de descontos?

1 - Atraia pela qualidade

O cliente irá pagar qualquer preço se o produto tiver qualidade. Tenho isso em mente. 

Você pode seguir alguns passos para que o cliente tenha essa percepção:

  • Destaque os diferenciais do seu produto;
  • Valorize os atributos do produto e destaque o quanto ter aquele produto é algo exclusivo (por depoimentos de clientes, por exemplo);
  • Mostre ao consumidor o que ele pode ganhar ao adquirir produto (assistência técnica, atendimento personalizado, sistema de suporte para trocas ou resolução de problemas).

Utilizar as redes sociais para criar conteúdos com esse intuito é essencial.

2 - Facilite o processo de compra e pagamento

Quanto mais rápido for o processo de compra, melhor. Dessa forma, o cliente não terá tempo de pensar e fará as ações para finalizar a compra de forma rápida e intuitiva.

Tente investir nas finalizações de compra com apenas “um clique”, como a Amazon, por exemplo.

Isso também vale para os pagamentos. Oferecer o produto sem descontos, mas com mais opções de parcelamento, por exemplo, pode fazer com que o cliente não sinta o “preço” sem o desconto e sinta mais vontade de comprar aquele produto. 

Ofereça opções de pagamentos, mais de um cartão de crédito, etc. Tudo é válido. 

3 - Pense em oferecer o frete grátis

A maioria dos consumidores esperam por frete grátis para comprar online. Por que não pensar em estratégias para não pagarem pelo frete?

Além de dar a sensação de um “desconto”, o frete grátis faz com que a pessoa compre por impulsividade, funcionando em forma de compensação, sendo ainda mais atrativo. 

4 - Crie ofertas upsell e cross-sell

O cross-sell ou venda cruzada significa elaborar ofertas de produtos relacionados ao que o visitante está procurando dentro do seu e-commerce. 

Novamente a Amazon, é um exemplo de loja que faz esse tipo de estratégia. Uma prova dos resultados é o fato de 35% da receita gerada no e-commerce da marca ter origem em ações de upsell e cross-sell, de acordo com dados da Forbes.

Para ficar mais claro, pense em uma pessoa que entra no site para comprar um Kindle. Provavelmente, essa pessoa receberá uma sugestão de compra de produtos relacionados com base nos seus interesses, como livros, livros eletrônicos, fones de ouvido, capas para Kindle, etc. 

Nesses casos, é muito comum que as marcas façam “kits” com esses produtos, oferecendo um valor promocional. 

Já as ofertas de upsell, por sua vez, consistem na oferta de produtos com melhor qualidade ao comprador.

É uma técnica que pode ser aplicada para a venda de itens com valor mais alto, portanto, o grande diferencial é destacar as vantagens do custo-benefício que o consumidor terá ao fazer uma escolha melhor a longo prazo.


5 - Invista em remarketing

Sabe quando você visita um e-commerce e percebe que anúncios sobre o produto do seu interesse apareceram nos sites que você visita ou nos banners que ficam na sua caixa de e-mail?

Se a resposta for sim, saiba que isso se chama remarketing. 

Assim como nas campanhas do Google e das redes sociais, fazer remarketing (criar campanhas especialmente para quem já teve contato com seu produto, mas não fechou a compra) é uma poderosa forma de fechar uma compra. 

É possível montar uma campanha de e-mail marketing para aquela pessoa ou fortalecer as estratégias de anúncios patrocinados no Google a nas redes sociais para fazer com que o cliente não esqueça daquele produto em que estava interessado. 

6 - Gere confiança

A confiança é um ponto muito importante para a venda de lojas online.

A ideia é transmitir o máximo de confiança possível, para você ser reconhecido como a melhor opção e assim evite que você dependa de descontos.

Você pode gerar essa confiança com conteúdos de valor e também por depoimentos de clientes no próprio site ou através de redes sociais. 

Dessa forma, as pessoas se sentiram seguras. 

Esperamos que esse artigo tenha te ajudado a compreender melhor porque o seu cliente espera descontos de você e o que você pode fazer para reverter essa situação.

O preço do seu produto está ligado ao valor que ele é atribuído pelos compradores, por isso, invista em estratégias que vão agregar valor a sua loja, te ajudam a se posicionar como especialista no seu nicho e aumentar o desejo dos seus produtos. 

Últimas postagens

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *